quinta-feira, 4 de novembro de 2010

Registrando conclusões.

Texto produzido por mim na ETEC, durante a aula de Linguagem Tecnologia e Trabalho [LTT], uma reflexão sobre mim. nela ainda faltam alguns detalhes, mas enfim ...

Oi, sou Caroline, fiz dezesseis anos há poucas semanas, sou a unica garotinha entre outros cinco anos em casa (meu pai e meus quatro irmãos) e minha mãe. Creio em Deus segundo a igreja Católica, sou crismada e considero o que eu aprendi durante a catequese meus mais sábios conhecimentos, e, quando acho necessário, os repasso às minhas amigas. Me considero muito empática, mas acredito que as pessoas tenham uma visão muito negativa de mim: quem não me conhece me considera metida e "nerd" demais. Sempre dou uma "segunda chance" às pessoas, não acredito em casos perdidos e acabo sofrendo com isso. Ultimamente tenho me percebido infantil e tento melhorar, acontece que tenho sérias dificuldades para me expressar e sou um tanto confusa.
Sou determinada quando quero algo, mas preciso ser menos medrosa em todos os sentidos.
Sou apaixonada por maquiagem e pretendo ser fluente dentro de dois anos.
Uma experiência bastante marcante foi a minha festa de 15 anos, por ter sido marcada pela presença da família e de amigos que se esforçaram pela realização do meu sonho, agora só falta alcançar meu objetivo se ser uma boa arquiteta e então ajudar a outras pessoas.

quarta-feira, 6 de outubro de 2010

A azeda criança de mim mesma.

Qualquer pessoa que lê esse blog sabe como eu amo a inocência e as coisinhas comuns d infância, mas agora, lendo um livro no qual eu encontrei vários tesouros em forma de palavras, descobri o que é que está acontecendo comigo. Finalmente encontrei a tradução para o conflito interior que tem me deixado tão calada e chorosa ultimamente.

"[...]Para uma criança, suas necessidades e vontades são primárias, exigidas, gritadas, porque de fato a sobrevivência da criança está em jogo. Por volta dos terríveis dois anos, quase todas as crianças praticamente se tornam tiranas, subordinando o mundo a seus desejos e comandos. Infelizmente, algumas pessoas jamais saem do estágio do "eu primeiro!" e passam pela vida como crianças de dois anos vestidas de adultos, querendo que o mundo satisfaça suas vontades e necessidades. Essas pessoas que deixam de crescer se tornam cada vez mais egoístas e autocentradas. Elas constroem muros emocionais em torno de si. Minha mulher diz que essas pessoas são terrivelmente solitárias e infelizes."
[O monge e o executivo, de James C. Hunter - pag 133 e 134]

Quando eu li esse peedaço de parágrafo, eu descobri o que aquele garoto chato quis dizer quando me chamou de egoísta só porque eu não gosto de demonstrar sentimentos românticos, e porque minha mãe fala tanto que se preocupa porque eu sou muito bobinha, e porque meus irmãos me chamam de idiota e porque sempre tem alguém falando ou insinuando que eu sou mimada e imatura demais. E eu que achei que fosse só porque sou uma adolescente de 15 anos...
Agora que estou perto dos 16 comecei a pensar muito nessas coisas que me falam e surgiu esse conflito dentro de mim. Depois que li esse trecho, o conflito virou uma guerra da "eu em processo de amadurecimento" contra a "eu criança birrenta". E olha que quando eu tinha dois anos, eu nunca fazia birra e era a pessoa mais compreensiva ever.
tudo tão complicado né ? às vezes acho que estou regredindo.

quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Se eu soubesse o que estou sentindo, ou o que eu devo sentir agora talvez, só talvez, eu conseguisse dar um passo adiante.

terça-feira, 7 de setembro de 2010

O Doce Vampiro

Era uma vez uma boa princesa, que praticava boas ações, era dedicada aos estudos e era muito, muito comportada, mas seu coração de diamante era realmente difícil de lapidar.
Um dia então, um cavalheiro resolveu que sua missão seria lapidar o tal diamante que de tão mal formado machucava o peito da garota.
Ela não gostava da idéia de ter que mudar o jeito com que já estava habituada a viver, mas o rapaz a convenceu de que valeria a pena.
Por dois meses, então, o rapaz conviveu com ela, transformando e amolecendo cada vez mais o coração da garota.
A princesa sentia dor a cada pancada que ele dava em seu coração, mas ele a convenceu que nem doia tanto assim. A garota inocentemente passou a aguentar a dor e guardou cada uma de suas lágrimas como reconpensa para entregar ao rapaz, quando ele terminasse.
Os estilhaços do diamante sendo lapidado feriam profundamente a garota, que estranhava o fato de nunca conseguir ver o sangue de suas feridas, sangue com o qual ela também desejava presentear o rapaz. Ele a convenceu que não era estranho que suas feridas não sangrassem. Ele fazia curativos em cada machucado.
A convivência com o rapaz não era fácil, os dois eram muitos geniosos, o rapaz sempre a persuadia, sempre se fazia presente na mente da princesa também.
A moça começou a perder as forças de tanto se esforçar para ajudar o trabalho do nobre e cortês rapaz, até ficar completamente fraca. Mas a garota com o coração valiosamente implacavel, nunca deixou que ele percebesse isso, e então, quando resolveu contar para o rapaz que ele deixou um pedaço de si esquecido em seu coração, o garoto estava partindo, cansado do gênio da princesa, levando com ele todo o sangue das feridas, mas deixando algumas pontas do diamante mal acabadas. Das lágrimas que ele deixou, quase todas foram choradas, derramadas num travesseiro e o coração, agora reformado, leva uma profunda marca dele em si. o coração ainda guarda o olhar do nobre rapaz.
Ela tentou convencê-lo a não ir, mas ele a convenceu de que ela não era capaz disso.

inspirações: a música "Doce vampiro" da Rita Lee

"... me acostumei com você
sempre reclamando da vida
me ferindo
me curando
as feridas
mas nada disso importa
vou abrir a porta
pra você entrar
meu doce vampiro"


também a música "Happy Ending" do Mika
"essa é a maneira que você me deixou
eu não estou fingindo
sem amor
sem esperanças
sem glórias
sem final feliz
Essa é a maneira que nos amamos
como se fosse para sempre
então viveremos o resto de nossas vidas
'ambos separados'"

sexta-feira, 20 de agosto de 2010

Ah como era delicioso cantar aquelas musiquinhas na infância ...
sabe aquelas cantigas de menininhas que falavam de mandar cartinha pro namorado, ou "com quem será que a fulana vai casar"? é, era gostoso sonhar com o namoradinho perfeito que eu iria ter aos 15, o príncipe encantado!
hahaha
a vida é irônica né?
tá bom, eu sei que "sou jovem e tenho muito o que viver pela frente", mas, eu estava aqui lembrando da minha recente infância, que agora parece tão distante. As coisas que hoje me afligem, naquela época pareciam tão idiotas pra mim, as notas do colégio, naquela época, nem passavam perto de serem vermelhas, nunca pensei que as férias tão deliciosas de verão pudessem hoje ser tão traumatizantes.
Era tão gostoso sonhar com os quinze anos, que, como vi em algum lugar, são "o mágico refúgio dos sonhos, onde tudo pode acontecer e o melhor esta por vir". Eu não concordo mais tanto com essa frase quanto antes. A magia já não tem sentido, e, ai de mim se eu não parar de sonhar e começar a realizar; aqueles sonhos que eu achava que iam se realizar, bem, acho que eles nem existem mais e aquelas esperanças que eu tinha até esses dias nem eu mesma conheço mais o seu valor. Mas eu ainda acredito que o melhor esteja por vir.
A verdade é que tudo isso me deixou confusa. OMG! o que aconteceu com todo aquele sentimento do qual eu tanto falava neste bendito blog? Cade o coração esperançoso e sonhador que esperava o príncipe? Oh Lord!
Agora pra mim o príncipe é um chato, e, mesmo assim eu não sei me desapegar e aceitar que aquele antigo coração da boneca de pano foi substituído por um novo, eu quero de volta o meu coração inocente de menininha sonhadora e medrosa que há tão poucos meses estava aqui comigo, e agora, foi substituído por uma massa fria que já não sabe mais o que é paixão.
Eu quero poder agora tomar uma decisão, poder dizer um sim, ou um basta!
Eu quero ter uma certeza, além da de que eu vou morrer.

domingo, 1 de agosto de 2010

- E então, o que a assusta e faz com que seja má comigo?- [...]
- Gostar das pessoas e fazer com que fujam,ser atirada demais ou muito distante...- disparei- Quer que eu continue? Poderia fazerissodurante horas.

[Melancia- M.Keyes pág. 285]

Genteê tô devolta com o blog !

quinta-feira, 20 de maio de 2010

L.I.F.E.

Liberdade Inocência Felicidade Enigmas ...

Minhas amizades são plurais,
Meus amores impossíveis,
Meus desejos banais,
Meus sonhos altos demais.

Minhas paixões utópicas,
Minhas histórias incontáveis,
Escritas em linhas tortas
Nos trilhos do meu humor mutante.

Meus passos errantes,
Minhas alegrias cantantes,
Meus sorrisos contagiantes,
Meus olhos, amantes.

Sinceridade à parte,
Rascunhos na agenda
Choros ao fim da tarde
E músicas sobre liberdade.

Sonhos, sonhos, sonhos
Amigos verdadeiros
Amores que não sejam passageiros,
Sonhos!

Buscando o mágico refúgio
O que ainda falta acontecer?
Como pode o melhor estar por vir,
Se levaram o que de bom havia em mim?


Buscando o mágico refúgio,
Fujo,
A paisagem passa
E eu me vejo no banco do passageiro
Assustada com tudo, pasma.

quinta-feira, 13 de maio de 2010

Posso te falar dos sonhos, das florees ... ♫

A delicadeza de uma flor é incontestável.
até mesmo aquela que é cheia de espinhos, aquela qe seca com facilidade aquela que te fere ... Todas as flores têm sua beleza e todo mundo sente algo pelas flores.
Pessoas que se dizem insensíveis, ah, elas amam as Flores, mas não assumem, porque têm medo de seus espinhos.
Pessoas que gostam de flores mas as deixar murchar, elas gostam das flores, mas não as respeitam.
As pessoas que cultivam flores são as mais felizes.
Tem as pessoas que distribuem flores, são as que distribuem amor e felicidade.
As pessoas que precisam de flores, e que as esperam, já estão mortas de algumas maneiras.
Mas as pessoas que buscam suas flores, estão muito vivas.

Para uns flores são sinônimo de felicidade, para outros, beleza, para alguns flores são melancolicas, mas para mim ...

sexta-feira, 30 de abril de 2010

E a gente não tem culpa
tapa os olhos, se esconde e depois julga

E o futuro se escurece
a gente chora, e com as lágrimas dor se perde

Então algém surta,
mas não tem tempo,
buusca o horizonte,
A vida é curta !

--

Resumo da semana:
Segunda: [ah!*-*]um sorriso, um olhar e meus amigos
Terça: sorrisooo :D, carinho e cumplicidade
Quarta: Notícias, um filme, duas amigas, lágrimas e um abraço mais qe especiaal
Quinta: Conselhos
Sexta: euu ainda tenho "MOITEZA", quem assistiu 'Alice no país das maravilhas' sabe do que eu tô falando!

meus amigos são MARAVILHOOOSOOOS \O/

quarta-feira, 21 de abril de 2010

formspring.me

What do you want to know ? http://formspring.me/liifee

terça-feira, 20 de abril de 2010

o crime de desejar.

E eu já não te desejo mais, realmente não. não que o desejar seja impuro, mas ele desatina, até demais. Então parei de desejar, pra ter espaço para pensar mais em mim, nas amigas, na escola, na vida enfim. Porque aquele desejo, ah como foi cruel comigo! me atrasou, arrazou, arrebentou, acabou, dilacerou e continuar desejando seria assinar a sentença e eu não a assinarei antes de lê-la na presença de um advogado.
Então a esse tal processo de nome amor, respondo em liberdade, pois havia perdido minha identidade, esquecido o rumo de casa, só levei comigo a esperança. Assim, eu só te amo, livre de culpa, livre de desespero, livre de desejo, livre de estar livre, porque afinal, o amor talvez seja a liberdade, mas ao te amar encontro a liberdade em não te desejar.
Já não sei mais o que acontece, não entendo de leis, só entendo um pouco de coração, e para este, o Juís decretou limites ilimitados, barreiras a serem rompidas, metas a serem cumpridas, prosas a serem escritas, musícas para serem ouvidas e situações para serem sentidas.
Eu sigo as ordens do juiz, não te desejo mais pois aquilo foi um crime contra a sua posição perto de mim, mas eu te amo, sem me sentir culpada, me sentindo livre mesmo nessa prisão domiciliar, me sentindo desesperadamente calma, quase posso enxergar a cor da minha alma, e depois de todo esse julgamento desesperadamente confuso eu te amo, porque meu advogado disse que sem isso, estaria destinada à cadeira elétrica.

sexta-feira, 16 de abril de 2010

Maybe, yeah maybe ♫



ee está tudo de cabeça para baixo denoovo !

terça-feira, 13 de abril de 2010

" Mas não estava mais aleijada pela perda.
Meus tornozelos tinham sido quebrados pelo bastão de críquete [...]de James. Isso mejogara no chão, arrebentada, e me deixara ali jogada, arqueijando de dor, incapaz de me levantar.
Mas estava apenas machucada.
Muito, na verdade.
Mas, ao contrário das primeiras impressões, nada estava quebrado. Agora, eu tentava dolorosamente ficar de pé, vendo se ainda podia caminhar.
E embora mancasse muito, descobri, pra minha alegria, que podia [...] Estava melhor. O sentimento não era tãointenso, poderoso. Não era tão horrível."

Melancia - Maryan Keyes, pág.113

sábado, 10 de abril de 2010

mais um arquivo que eu desinterrei.

Embu, 03 de fevereiro de 2010.

Mamãe e papai foram resolver um probleminha, tô no portão de casa.
A rua tá cheia de pivetes sem futuro se divertindo, e o céu, como sempre, é um shoow à parte. Está todo salpicado de estrelas.
Quando eu olho para cima, uma estrela em especial se destaca brilhando forte em minha direção, as outras, com luz fraca, estão apenas emoldurando aquela mais bonita que está olhando pra mim. As nuvens em volta parecem ter sido apagadas para que as estrelas se mostrem. É APAIXONANTE ! Queria compartilhar isso com alguém de carne, osso e coração.

saudades da minha estrela...

quarta-feira, 7 de abril de 2010

oooooiii;D
Obrigada, Deus por me dar força de vontade, eu estou agora com sensação de MISSÃO CUMPRIDA !



ee agora eu estou assustada. odeio falar isso empúblico, mas, o clima aqui em casa tá TENSO, pior de tudo é que, direta ou indiretamente a culpa é minha. porque eu sou mimada, egocentrica e cheia de caprichos, mas enfim, só apareci pra dar um oi, lembrar que eu Tô viva e postar uma foto do teatro.

umbeijo.

quinta-feira, 25 de março de 2010

Saudade no Aurélio online

Hoje eu falei pra Stefanny que eu sinto saudade de uma pessoa e falta de uma outra, maa, como eu não sabia explicar em palavras a diferença, cheguei em casa e fui ao "Aurélio online" (ou "pai dos burros",como preferir), e busquei os significados. descobri que Aurélio também ela poeta.

sobre a saudade, ele disse: "Recordação suave e melancólica de pessoa ausente, local ou coisa distante, que se deseja voltar a ver ou possuir. / Nostalgia. /[...]"

e sobre Falta, definiu que: "[...]Ausência: sentimos sua falta.[...] // Fazer falta, deixar sentir a carência."

Avencei na pesquisa, como curiosa que sou e procurei "Nostalgia", e me deparo com o sentimento que me despertou a escrever isso hoje:
"Melancolia, tristeza causada pela saudade de sua terra. / Saudade do passado, de um lugar etc."

como eu amo a língua portuguesa ...

múúsica do dia:

terça-feira, 23 de março de 2010

Rascunhos repetitivos ...

mais um post que era um rascuinho da série "velharias"
-
"Às vezes eu gostaria de poder te salvar
Há tantas coisas que eu quero que você saiba
Eu não vou desistir até estar acabado
Se isso te levar para sempre [...]
E não importa o que eu faço
Eu não consigo fazer você se sentir melhor
Se apenas eu pudesse encontrar a resposta
Para me ajudar a entender ..."
[save you- simple plan]

[...]eu estarei esperando aqui se você cair, você sabe que eu vou te apoiar

Tem algo que eu vejo em você Isso pode me matar Eu quero que seja verdade.
[não lembro o nome da música]

seus olhos de ogro mudam o céu♥

sexta-feira, 19 de março de 2010

Bilhetinho Pro Helder

Gente, Tô começando uma série com marcações, agora, toda vez que eu postar vou adicionar marcações, e quando eu postar falando de alguém que amo, vou escrever "My life would a suck whitout you" que quer dezer "minha vida seria uma merda sem você", assim, toda vez que forem ali do lado, em baixo do meu novo aplicativo, o playlist, e clicarem, vocês verão as postagens com as pessoas que eu maiis amoo *-*.
Bem, eu já falei da Dani, do Pedro da Nick e ta galerinha aqui, hoje é o dia do Helder.



Siim o Helder, que me chamou pra ser anjinho na primeira vez que eu participei d'A Paixão de Cristo, qe já foi comigo em uma pá de barzinhos, queé todo meiginho igual a miim, que pagou pizza e trufa pra mim, pra Nick e pro Albert domingo.
Aquele com quem eu encontrei sorrindo sozinho na rua uma vez e quando perguntei, ele respondeu: "é que Maria está comigo". Ele tem uma fé enoorme, e quando louva a Deus, é a coisa mais liinda. fora que ele é maior legal, por isso, minha vida seria uma merda sem ele !

sábado, 6 de março de 2010

Geente babadooo !
resolvi postar as coisas velhas que estavam guardadas como rascunho.
Esse eu [acho que] escrevi dia 31/01/10, talvez tenha sido escrito antes, mas enfim ... :D

Por diversas vezes eu comparei com a lua, alguém que tentava me fazer bem
Por centenas de noites eu chorei,
e ainda choro, soluço.
Por vários motivos me faço forte, discreta.
Por ter me cansado de ser zombada, escondo meu coração
Por ter me cansado de sentir dor, eu finjo que sou forte
Por enes manhãs acordei disposta a te fazer feliz,
por enes noites fui dormir me sentindo um caco por não ter conseguido.

por horas fico acordada tentando entender PORQUE te amo
Viro noites tentando encontrar um motivo pra te esquecer,
Tentando me convencer da triste verdade de que Devo fazê-lo,
mesmo que eu não queira
Fico tentando não te esperar,
fico tentando não falar de ti, não pensar, não chorar, talvez,
Mas por ter o sono pesado, é difícil me acordar do meu sonho
no País das maravilhas.

terça-feira, 2 de março de 2010

coração de papel

Escrevo com medo de tudo ir embora,pois sei que daqui a algum tempo será esta a realidade. Então tento perpetuar tudo isso. Talvez a cada vez que eu fizer um traço com a caneta, ou digitar uma tecla do teclado do meu computador para falar sobre isso, isso vá se perpetuando no meu coração, talvez minha caneta e teclado sejam como uma pena mágica negra e meu coração seja como um pergaminho velho e desgastado que absorve mais a tinta.
Racionalmente, eu deveria usar uma espécie de pena que sumisse depois de pouco tempo, num papel mais resistente à penetração e vazamentoda tinta, e à marca da ponta da pena. Mas infelismente sou 60% emoção, então uso a Pena negra no pergaminho acidentado, e agora, que estou tentando mudar de material, não consigo me acostumar com a nova pena sumidoura, e nem sei como fabricar o novo papel resistente, mas meus professores disseram que com o tempo me acostumam, e me ensinam técnicas para aperfeiçoar meu pergaminho.
Por mais que eu relute, a mudança é necessária, é como passar da sétima pra oitava série, do primeiro pro segundo, os professores exigiram a mudança e a evolução de material didático.

Era tudo tão frustrantemente intoxicante ...

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

Tamanhos e intensidades de amores - Amigas filósofas

Uma vez a Betty disse que uma decepção dói, mas somos nós que escolhemos se vamos sofrer ou não. Todo mundo tem esse poder.
Eu nunca optei por sofrer,mas sempre optei por transformar um sentimento de intensidade razoável em uma enooooooorme tempestade. Às vezes,gosto de aumentar a intensidade dos meus amores, pra sentir um pouco de adrenalina. Mas não foi o que aconteceu dessa vez.
Eu simplesmente me entreguei. E depois, achei que sofrer fosse uma boa escolha, maas eu busquei fazer com que isso não me afetasse tanto, não adiantou.

Outra vez, a Clara disse que quando uma pessoa sabe responder porque ela te ama, é porque o amor não é verdadeiro, Então resolvi tentar descobrir porque eu sentia tanto amoor, não encontrei a resposta, mas encontrei motivação para não sofrer, o que não acabou com o amor, maas reduziu a um terço todo o desejo, deixou em quase zero o "eu preciso dele pra viver", eu me conformei e tomei meu lugar. Consigo até não sentir muita saudade. Sónão posso ficar parando pra pensar nisso, porque cutucar a ferida nunca é bom.

Concluindo: uma vez a Paulinda me disse que "quando o amor é pequeno ele cresce de repende, mas quando ele é grandão diminui", naquele momento eu desejei que o amor grandão não diminuisse sem que antes o amor pequeno crescesse e no fim das contas, o meu medo se concretizou, e ainda por cima acho que ela errou quando falou do amor pequeno. maas mesmo assim, a Paulinha tirou uma angústia enooooorme do meu coração aquele dia :D

"O tempo passa. Mesmo quando isso parece impossível. Mesmo quando cada batida do ponteiro dos segundos dói como o sangue pulsando sob um hematoma. Passa de modo inconstante, com guinadas estranhas e calmarias arrastadas, mas passa. Até pra mim."

Eu tenho ou não tenho as melhores e mais filósofas amigas do mundo ?

sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

I'm Afraid of

quem teve paciência de ler isso aqui desde o começo, conhece o meu primeiro post, e sabe da anciedade e da dificuldade que eu tenho toda vez que eu tenho que enfrentar um primeiro.
Pois bem, ano passado falei sobre meu primeiro dia no primeiro numa nova escola, então o medo era maiis que normaal. O problema é que agora, faltei no primeiro dia [hoje] e vou começar no segundo dia, do segundo ano, numa escola a que eu já me adaptei e fiz vários amigos a quem me apeguei e criei uuma nova visão da vida, pessoas que me passam segurança. acontece que mais de 50% desses meus amigos cretinos repetiram de série [mais de um deles, pela segunda vez], e mais de metade desses repetentes também mudaram de periodo. Agora estou com uma mão na frente e outra atrás, seem meus companheiros, torcendo pra que pelo menos a Fernada,a Steniffy e a Babi caiam na mesma sala que eu, já que os riscos de me misturarem com uma sala que não me faz bem, com pessoas estranhas das quais eu nunca fui com a cara :S

É sempreum desafio se adaptar a algo novo que você vá gostar ou não, mas pior ainda é se desadaptar de algo que você já ama, pra se readaptar a algo que você não está pronto e nem com vontade de se adaptar.
Maaaaano eu Tô morrendo de meedo. Não tô pronta pra assumir as responsabilidades e correrias do segundo ano, ainda mais sem os meus Anjos da Guarda por perto. Só vou estar pronta pra isso tudo quando eu começar a encarar, ou seja, segunda, dia 22, à partir do momento em que eu descer da perua, respirar fundo e atravessar aqueles portões com o coração cheio de tudo o que o coração de uma garota idiota de 15 anos está cheio: Vontades, desejos,medos, receios, anceios, coragem e, no meu caso, Fé.

SOMEBODY SAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAVE MEEEE ♫

domingo, 14 de fevereiro de 2010

'Good girls go baaad ♫

Nunca parei pra ouvir essa banda, Cobra Starship, mas sabia que era boa, até que um belo dia liguei a TV e tava passando esse clipe.
a música é bem animadiinha [atoooroooon], mas nada poética nem muito criativa, mas dispertou um interesse potencial em mim. e esse refrão ficou o dia todo na minha cabeça, fora que essa coisa de "meninas boas se tornarem más" ... aH, eu conheço essa ladainha...

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

Qe fecha e que cola comigo♥





compartilhamos segredos e micos, olhares e bicos, manias e caprichos, brigas e birras. Eu sei, é infinito enquanto durar, e intenso o bastante pra durar por muito tempo.

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010



a tradução da música é esta .

Nem sempretudo o que dói no coração são os contras da paixão.

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010

Um pequeno parecer

Oi;D

ja que as férias tão uma bosta e estão acabando, resolvi, uma vez na vida, comprar o material antes do inicio das aulas.
Comprei aqui perto de casa mesmo, por aqui ja tinha tudo o que eu queriia.
Meus cadernos são tããããão liindooos. d'O Pequeno Príncipe. e a agenda então ? uma fofuuraa, da Alice[a do país das maravilhas, manjaa?] só que desenho ;D
e o estojo, uma graçaa. prateado com ursinhos com os escritos "I♥you" na barriga. acho que só o estojo e a bolsa têm uma pegada rockinho esse anoo :D

Enfiim, como eu amoooo estreaar essas coisaas, ja comecei a usar a agenda. anotei dados e telefones, marquei datas de aniversárioos [as que eu lembrei] e, escrevi um texto baseado em dois dizeres que encontrei nos cadernos do Pequeno principe:
"é muito raro que uma montanha troque de lugar" e "foi o tempo que dedicaste a tua rosa que fez tua rosa tão importante."

o que essas frases tem a ver uma com a outra ? o AMOR.
Comparemos tal sentimento a uma montanha; Assim como montanhas não saem de seu lugar, o amor não sai do coração, mas, devido ao tempo e aos processos naturais como chuvas e ventanias que causam a erosão, as montanhas vão se modificando com o passar dos dias. E podem tomar formas agradáveis ou não aos olhos de cada um.
Conhecemos muitas montanhas com formatos magníficos e inacreditáveis, e outras que são simples montes de terra. As primeiras estão ai para quem quiser ver, já as outras caêm no esquecimento, assim como contos de fadas atravessam séculos, e histórias complexas, interessantes e reais, mas sem o tal final feliz nem se tornam conhecidas. E éassim também o que acontece com um amor/paixão que virou, ou não, um romance.
é possível que milhares de geólogos, arqueologos e fotógrafos desprezem uma montanha, por acharem que ela ser perigosa, e apareça um paísagista [o que ele tem a ver com isso?] que descubra em sua simplicidade, maravilhas e passa a assentua-las! Como várias pessoas desprezam uma outra por não obedecer padrões de beleza, mas sempre acaba-se encontrando um 'paisagista' melhor que qualquer geologo, fotógrafo ou arqueologo. que sabe reconhecer as maravilhas de seu coração.
Também pode ser que uma montanha qualquer caia em esquecimento e, por falta de radares e fiscalização, torne-se um lugar mortal, assim como o amor pode se transformas em ódio.
Mas todas as hipóteses dependem sempre de um "se", dependem sempre de um outro ser, dependem sempre de VOCÊ e de um tal de TEMPO, me levando a concluir que é o tempo e a forma que dedicas a tua rosa, que a torna tão importante.

quarta-feira, 27 de janeiro de 2010

Rotina de Férias

Acordar em horários desordenados;
demorar 10 minutos para levantar;
demorar 30 minutos para lembrar quem sou eu e o que eu tenho que fazer;
'Beliscar' alguma coisa como café da manhã;
demorar um bom tempo pra encontrar um rumo nessa casa bagunçada e "dar um jeitinho" nela;
Tomar banho, escolher uma roupa que me faça sentir bem;
maquiar-me [de leeve];
tentar dar um jeito no cabelo e sair.
Desanimada demais para ir a algum lugar legal com alguém;
Chegar na banca da minha mãe, bater um papo com ela, fazer uma horinha por lá;
Discutir com a mamãe;
voltar pra casa revoltada;
ligar a TV e zapear milhões de vezes pelos mesmos canais entediantes.
cúmulo da solidão.
Ligar o PC em uma busca desesperada por alguém on line pra conversar sobre qualquer assunto que não tenha nada a ver coom tudo o que está girando na minha cabeça no momento [/religião, futebol, alienigenas, carnaval em Veneza, seilá].
Não encontrar ninguém.
passar horas vagando por sites e blogs de moda e beleza lendo dicas que eu não irei cumprir;
Jantar;
tentar ler um trecho do livro;
tentar dormir.
não conseguir, me desesperar, ligar o PC novamente, [OH, agora tem gente interessante on line, pena qe tá ocupado[a] demais falando com outras 26.528 pessoas] fuçar orkuts e blogs até não aguentar mais;
desligar o PC, deitar, começar a me revirar na cama pensando em assuntos angustiantes por horas, até conseguir me concentrar em algo calmo e Divino e dormir, por volta das três da manhã.

SOMEDY SAVE ME, PLEASE !!!

segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

Uma interpretação

Se eu pegasse meu coração na mão
ele se desfaria, como uma gema
cairia por entre meus dedos como areia
chegaria ao chão e se misturaria ao

se tacasse fogo, queimaria como polvora
e explodiria de um sentimento que,
talvez,
neste caso, não exista,
mas em que estou absorta

Com a alma comovida, desejando mais da vida.

Pegue meu coração e dobre-o,
quarde-o num bolso, ou lugar qualquer
e, se um dia o seu vier a se ferir,
substitua-o pelo meu, pelo nosso
coração.

terça-feira, 12 de janeiro de 2010

sábado, 2 de janeiro de 2010

Vai começar dinovo

primeiro quero manifestar aqui todo o meu amor pela minha família e pelos meus amigos e agradecer a Deus por eles terem tornado meu 2009 maravilhoso. todos os meus dociinhoos, meus encantados e meus amorees.
-//-

2009 acabou. e dele eu estou levando o amor pela minha família e amigos, experiencias que muito me ensinaram, Gratidão a Deus, sorrisos, sonhos e saudades.
em 2010 quero, então, multiplicar esse amor por mil, me jogar na minha vida, e na felicidade que já existe, Orar muiito, realizar muito, sonhar muiito maiis, e amadurecer.
Sei que meu príncipe no cavalo branco não vai chegar ainda, então, eu vou me tornar boa o suficiente para mim mesma, para ser boa o bastante para ele quando vier.
vou ouvir muiita música romântica, ler muiito, estudar e me divertir.
vouu ser menos insensível e olhar para o céu mais vezes.
vou respirar fundo antes de passar pelos portões da escola e olhar noso olhos de cada um dos meus encantados, até chegar na sala e sentar numa carteira no canto.
vou descobriir e sentir o sabor de quem eu sou, ou de quem eu quero ser.
mas, eu vou tentar não acreditar se alguém disser que me ama.
porque eu apenas tenho 15 anos

e em 2010, quero não ser triste.